Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eu Varufakis porque me apetece!

Sou louco, tenho 46 anos e há na loucura um prazer que só os loucos conhecem.

Sou louco, tenho 46 anos e há na loucura um prazer que só os loucos conhecem.

O Varu em modo consultor de moda.

A sério Varuzinhas, não usem na rua roupa a imitar pijamas!

Parecem desleixadas, nada sexy’s e nem tão pouco sensuais.

Acreditem que quando uma varuzinha é boa até de fato-macaco fica bem, mas isso é uma em mil.

Acho piada às modas, as mulheres normalmente colocam entraves aos homens por tudo e por nada em relação ao nosso jeito ou falta dele na escolha das indumentárias e depois vergam-se ao poder das modas e dos critérios de aceitação social que são em tudo duvidosos e que na prática deixam um amendoim sem interesse.

Já nos bastava a selva tropical da moda das leggins coloridas, pijamas não!

E prontus, de maneiras que é assim!

Tenho dito.

Varu, a opinião que conta! Ou não...

Quando o dia do pai é uma espécie de dia das mentiras!

A brincar a brincar anda por ai muito filho a chamar pai à pessoa errada.

Eu Bicho Varu, do alto do meu mau feitio já por disse por variadíssimas vezes que sou contra esta cena dos dias por isto e por aquilo, quando a sociedade tende em banalizar as coisas eu tenho uma especie de mau feitio e fico do contra, não que eu precise de mau feitio para ficar do contra ou vice-versa!

Vamos lá meter as feministas de biquinhos das mamas em riste; Eu sou defensor que todo o nado vivo e morto deva ser alvo de teste de ADN para verificação de paternidade.

Ponto final paragrafo (comentário para as que se atreverem a contestar o que eu estou a dizer)!

Agora a sério, e apelando ao meu bom senso, sou a favor do cliché de quem não é pai quem faz mas sim quem cria e dá o que tem para dar, sim isso é tudo muito bonito, mas só é bonito e exequível num mundo onde todas as cartas estão postas na mesa.

A césar o que é de césar e ao seu o que é seu, seja ao pai seja ao filho, pois infelizmente muitas vezes não é assim que se processa e todas as regras do jogo são adulteradas em prol de um status da mulher ou de um amor que ela coloca à frente de um outro ser, seja ele quem for!

É certo que há por ai muito homem que deu a queca (para as feministas, foi sozinho) com alguém e foi tudo um erro e qual a melhor forma de tratar um erro? Gerar outro erro.

Podem xingar-me mas existem mulheres vítimas de maus homens com existem o contrário e também existe muita criança cujas mães o único buraco que devia ter sido preenchido era o da orelha do lado esquerdo (momento em que evitei ser bloqueado).

Sou a favor da liberalização de testes de tudo o que que possa levar á transparência, de tudo o que possa defender o erro e a má-fé, para tudo e todos que jamais devem ser vitimas da mentira e do abuso de alguém que passa os seus erros.

Vamos cá ver uma coisa, infidelidade não tem nada a ver com o esconder um filho do seu verdadeiro pai ou de mentir a outro que julgue ser o pai.

Enfim, vivemos num mundo cruel onde se defende o direito à maternidade mas onde os direitos à paternidade deixam muito a desejar.

 

E “Prontus de maneiras que é assim!”

 

O Varu com opinião!

Quando o odio é o mais forte dos sentimentos, vivemos na era em que o que move o mundo não é o amor, a fraternidade nem a condescendência ou sentimentos do género, o que move as pessoas é o odio e tudo o que de bom e de mau ele nos traz.

Eu já não falo em racismo, feminismo, machismo, xenofobia e outras tantas coisas acabadas em “ias”

Para onde eu mandava de facto algumas pessoas “ias para ai, ias…” Mas não até porque não sendo eu um bicho bem-educado hoje não me apetece!

Irrita-me as pessoas que só falam das coisas quando lhes apetece, ou quando odeiam alguém e fazem disso arma de arremesso, esquecendo-se muitas vezes do passado e usam e abusam de slogans de circunstância.

Acho que o Trump sempre irá servir para alguma coisa de útil ao “mundo” após mais um massacre feito por mais um parvalhão naquela terra de gente parva, que me desculpem as vítimas e familiares das vítimas mas ali a concentração de gente parva é mesmo muito elevada.

Achei piada fazerem uso de sobreviventes para uma campanha contra o Trump, e contra o uso de armas.

Desde que me conheço que vejo ano após ano esta discussão a ser levada à praça pública com os mais diversos interesses políticos, sociais e económicos a serem debatidos e tidos em consideração, acabando sempre por prevalecer o interesse das armas e tudo o resto são manobras de diversão.

Ao ponto do eis presidente, agraciado com um Nobel da paz, nada ter feito parta alterar a lei de compra, posse e uso de armas naquela nação de vaqueiros e cowboys!

Agora, parece que finalmente o odio que a nação nutre (ou pelo menos parte dela) pelo Trump os vai levar a uma cruzada sem precedentes para acabar com tão famigerada lei!

Valha-nos o odio e o poder das massas, finalmente ao que parece algo vai mudar naquela triste nação.

Trump afinal vais deixar legado!

 

O Varu não assedia, mas a primeira varuzinha que vier...

Dizer que foi assediada por mim na primária leva uma enorme carga de palmadas na nádega esquerda do rabinho!

Não há qualquer tipo de explicação para aparecer alguém (normalmente são Gajas) a dizer que foram assediadas em 1966 ou algo do género.

Que na altura para obterem determinado tipo de trabalhos, tiveram de entrar em jogos, fumar umas ganzas, lamber e snifar uns riscos e sabe-se lá mais o quê.

Há uns anos atrás falava-se do Taveira e das meninas do técnico que pagam as propinas e as corridas de táxi  com a boca ou para as mais afoitas com o rabinho.

Agora é moda dizer-se que os homens são os maus da fita que é tudo assédio que anda tudo a comer da mesma gamela!

Não, não é mesmo nada disso, acredito que ande por ai muita gente má, que faz uso do seu poder para se valer de algum sexo ou algo do género, mas acima de tudo também penso que ande por ai muito boa menina que tenha feito uso do seu corpinho e dotes para atingir muito patamar que tão famintamente ambicionasse.

Para mim, e visto que nunca vou ter a hipótese de ter uma gaja a trabalhar para mim, se alguma vez isso porventura acontecesse, ela teria de cumprir escrupulosamente as regras, ou andava tapadinha ou então ia ter de levar com o Varu mais gordinho e careca da praça a perguntar, São suas? A sério para a próxima não as traga, ou então venha de gola alta, assim eu não consigo trabalhar.

A mim sempre me ensinaram que quando não estamos bem, damos de frosques!

Não deixamos que nos saltem em cima para depois de 20 anos vir a terreiro dizer, " Ai e tal fiz os filmes mas tive de lhe dar uns beijinhos na cabecita!"
Cada vez gosto menos do mundo, quem me dera que andassemos todos nus que cada um desse uma boa ou má queca em quem lhe apetecesse, sem que um qualquer 1ª ministro diga que não se pode comer ninguem no trabalho!

Mas anda por ai alguma empresa ou instituição que não haja essa desbunda?
Ok na minha não há, trabalho sozinho e tenho pouco jeito para amendoins!

Mas eu sou um gajo sério na pior das hipoteses só fico meia hora a olhar para as mamas porque ainda tenho uma lente antiga (preciso de focar) e tenho um processador mental antigo (preciso de entender).

Prontuuus, de maneiras que é assim... Estão avisadas não aceitem trabalhar para mim se eu algum dia me tornar num empresário de sucesso.

 

 

O Varu afinal até percebe da poda!

Quer dizer, perceber, perceber até não percebo, não deixo é de ter uma mania descomunal de que percebo!

Enfim... Terminou o primeiro semestre, ele já terminou a alguns dias  ou até semanas, eu é que tive de viajar e viajei com o amendoim apertadinho, tal era o medo de ter de ir a exame a algumas disciplinas onde estava assim um tudo ou nada pouco confiante ali no limiar da pobreza.

Ou seja todas as disciplinas com números, dadas por professores a coisa estava negra, todas as outras que eram lecionadas por professoras a coisa não estava mal de todo, estarei eu a ver aqui algum padrão?

Não, nada disso, até porque aqui o Varu, acabou por se safar a todas as cadeiras e até mesmo à terrível matemática onde de facto sou um um triste a derivar e a fazer intregraís para não falar de coisas bem mais dificeis das quais nem sequer me lembro o nome quanto mais as formulas!

E há também os teoremas de Lagrange, Euler,entre outros gajos que nunca deviam ter tido uma vida sexual activa e como tal deu-lhes para inventar estas merdas só para me lixar o juízo!

Bem uma coisa é certa, penei a bom penar, continuo a não perceber meio amendoim daquilo, mas alguém me disse que o mais difícil seria o primeiro semestre que depois todos os outros seriam menos dificeis, não faço a mínima ideia se assim será ou nem por isso mas o que sei é que um já cá canta e acreditem que só não dei pulinhos porque estou todo roto e queimadinho, ao ponto de ter metido as chaves à porta no prédio ao lado e quase ter levado um tiro, ser mordido por um daqueles cães com menos de 30 cm mas que são fera e ido preso por tentativa de arrombamento  e invasão de propriedade!

Parecia o JJ a falar Espanhol, como é que um bicho como eu explica a alguém furioso que me enganei no prédio e em tudo!

Estas coisas acontecem-me mesmo que não ande cansado mas eu usei isso como desculpa!

Pronto, quero agradecer a todas as Varuzinhas que aqui continuam a "vir" é com muito prazer que assisto a essa vossa missão de estar aqui no colinho do Varu!

Beijos nesses umbiguinhos branquinhos a precisar de sol! 

 

O varu é sempre o mesmo, Burrinho que nem uma Porta!

Olá Varuzinhas" cá estou para vos dar a conhecer ou pelo menos para vos dizer que sobrevivi ao meu primeiro mês e picos de faculdade.

Terrível, as notas foram péssimas, andar de metro é terrível, ando morto de cansaço e mal consigo ter os olhos abertos para contemplar as Varuzinhas que reinam no pedaço! (são bué e boas, disse-me o tipo que se senta ao meu lado)

Arranjei explicações de matemática mas acho que contratei um inimigo, o homem já não me pode ver, logo eu que que começo a aplicar filosofia e psicologia de algibeira à matemática e pergunto o porquê de o X ser uma incógnita, isso para mim são distúrbios de personalidade do dito X!

Estou tão morto que até adormeci na cadeira do dentista!

Valha-me nossa senhora dos dentes molares que isto assim não vai lá!

Quero agradecer às minhas Varuzinhas e publico fiel que continua a vir aqui deixar o seu gosto e preferências.

Beijos nessas barriguinhas e areas circundantes!

 

 

 

O Varu Metroplitano!

A minha primeira experiência como aluno universitário é assim a modos que uma analogia do"Eu" e o bicho a andar de Metro!

Cheguei à rara conclusão que afinal não tenho nada de especial!

Nunca pensei que andar de metro em Lisboa fosse uma experiencia tão extraordinária de modo que que eu me sentisse um bicho demasiado "normal"

Aquilo, é a puta da loucura!

1ª Foi a Primeira Vez que fui assediado por um grupo de mulheres com cheiro a "cavalo" (Eu juro que estava sossegadinho)

2ª Fui literalmente esborrachado por uma senhora com pelo menos mais 100 kg a mais do que uma normal senhora com excesso de peso, que me placou entre ela e o lugar da janela onde vinha sentado!
O AMENDOIM NEM RESPIRAVA!

3ª Mas há mulheres que vão para o metro (neste caso para a rua) só de de lingerie (neste caso na parte superior)?

Pá a sério, eu não sei se aguento esta vida de universitário!

É que eu nem preciso de ir para a faculdade para tirar uma espécie de doutoramento em artes humanas de ser especial ou diferente, seja lá o que isso for.

E Prontus de maneiras que é assim!

 

O Varu vai à escola...

E treme como varas verdes!

Confesso que nunca entendi muito bem esta expressão, sei que ao ser adepto do Sporting até que podia fazer sentido, no entanto e ainda que pareça muito estranho esta expressão não foi nem de longe nem de perto pensada e dita a meu respeito.

O que é de facto uma treta, porque aqui o bicho hoje (nos últimos 45 anos) está nervoso.

Eu era tão mais feliz e sossegadinho sem estas merdas destes ataques de ansieade que me levam a ficar tímido cada vez que quero tentar pensar em porventura dizer a uma qualquer varuzinha (no jogo do bate o pé) é um beijo e um apalpão!

Mas não, sou um parvinho que fica tímido e nada, vou ter de fazer uma formação com um qualquer guru da auto estima e afins!

Mas vamos ao que interessa e voltando ao bicho, é hoje que vou dar início ao ano letivo, vai ser hoje que vou (ou não) conhecer as novas varuzinhas, sei que estou nervoso e assim a modos que perdido, perdido por tudo perdido por nada, que cena tão parva, não fosse ela tão tipica em bichos na minha raça!

Confesso que não sei muito bem medir isto tudo, não sei qual irá ser o meu posicionamento no meio estudantil, se tomar por bitola os meus tempos de estudante, temos duas características predominantes, ou mando naquilo tudo em menos de nada, ou então estou a curtir a minha falta de mediatismo atrás de um qualquer pavilhão!

Faculdade, foi assim uma das cenas que me passou ao lado, isso e a tropa, fugi delas com as minhas curtas perninhas, mas com 7 pés, e agora é isto!

E Varuzinhas pá? Quantas São?

E Prontus de maneiras que é assim,Vamos mas é (tentar) estudar o que é Esterno Cleido Mastoideu.

 

O Varu Está "Esmagado!"

Num Paí­s com cerca de 80 Milhões de habitantes ter um partido de extrema-direita que atinge de 12% isso significa que fazendo as contas eles tiveram, uns... Ok é fazer as contas, no fim o que conta é que foram demasiados!

Isto já seria mau num outro qualquer país à  beira mar plantado, mas na Alemanha isso não é  mau é uma catástrofe.

O que eu vou dizer e atendendo ao facto de o Bicho Varu ser de esquerda pode ser considerado um atentado aos ideais de esquerda, no entanto o que esta crise dos Migrantes consegui fazer foi legitimar a insatisfação das pessoas, foi dar-lhes a possibilidade de se mostrarem de dizer "basta".

Eu estive numa pequena localidade na Holanda que tinha menos de 4 mil habitantes, mas que tinha infraestruturas que pertenciam ao governo desativadas e que estavam a ser preparadas para receber entre 500 a 1000 migrantes (atenção migrantes é uma coisa, refugiados é outra completamente diferente) agora digam-me qual era o estado de espirito daquelas gentes, quase todas na idade de reforma ou pré-reforma, sendo que a partir daquele momento quase 1/4 da população residente iria ser estranha!

Eu não discordo das ideias, e não me venham dizer que sou racista xennófobo e o diabo! O que eu sou é um bicho e como tal tenho principios e ideais que não se coadunam com  tudo à larga, À  vontade não É À vontadinha!

Que infelizmente tenham de aparecer partidos específicos de extremas para dar algum ponto de ordem a isto, quando seria tão fácil que os partidos ditos normais se impusessem e se deixassem de ser liricos e populistas, com isto tudo só falta o outro caramelo ganhar em loures e temos o circo armado!

Por fim, Varuzinhas morro de saudades vossas, noticias do Bicho, estou quase a ser praxado, a mais que tudo está fantastica, vamos celebrar dentro de dias o vigésimo sexto aniversário de casamento, ela pediu o divórcio mas só assinamos os papeis depois de regressarmos de um fim de um fim-de-semana com direito a massagem no amendoim e essas coisas que um bicho gosta.

Beijinhos nessas Barriguinhas!