Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu Varufakis porque me apetece!

Sou louco, tenho 45 anos e há na loucura um prazer que só os loucos conhecem.

Sou louco, tenho 45 anos e há na loucura um prazer que só os loucos conhecem.

Elas “andem ai” Não sei bem onde mas eu vou esmiuçar a coisa!

De volta ao meu roteiro sobre as gajas do nosso Portugal,

Hoje vou falar de uma espécie de triângulo das bermudas onde se vai do melhor ao pior. Fazendo com que se passe do local onde as mulheres estão classificadas em terceiro lugar no top de preferências, para as últimas e está tudo ali muito colado no mapa.


Para os meus amigos, (atenção que eu continuo a não perceber nada do assunto) as gajas mais feias do nosso paraíso à beira mar plantado estão todas ali na zona de Fátima!


Pelo amor da Santa, de facto já é uma terra feia, com uma arquitetura horrível e completamente despropositada, acho que as mulheres dali seguiram a mesma genética!


Deve ser das grutas, pois há por ali autênticos calhaus andantes!


Não há condições, são feias, mal jeitosas, assim um tanto ao quanto “a peixeiradas” deve ser de rezarem tanto!
Cozinham pessimamente mal, é de facto a região do país onde pior se come, apesar de haver muito por onde comer!


Depois de sair daqui completamente desconsolado, seguindo numa outra direção, eu sei que não pertence ao mesmo distrito mas… Anda tudo ali muito perto, a diferença é absolutamente do dia para a noite, Batalha e Leiria, aqui incluo as duas no mesmo pacote (nada de pensamentos marados!)


São lindas, vaidosas, algumas roçam até o escultural, são tipicamente tugas, pequeninas e com um rabinho que faz lembrar a bela da sardinha.
Entre a batalha e Leiria, existe provavelmente uma das maiores concentrações de mulheres divorciadas de Portugal, e atendendo ao facto de haver muita universitária a coisa pega fogo!


A mulher de leiria/Batalha é matreira e conhecedora do que quer, roçam o snob.
Assumida, não se deixa ludibriar, assumindo ela as despesas da sedução.
Adeptas da noite e de dançar, são provocadoras, exultam a sua beleza sem grandes complexos, Promovendo uma enorme competitividade entre si.


Cozinham bem, apesar de não estarem propriamente para ai viradas, gostam mais de comer fora do que cozinhar.


Pronto, se ainda me restava alguma Varuzinha, posso agora ficar descansado que as de Fátima já me crucificaram!
Mas não faz mal, até porque eu apenas transcrevo a opinião de alguns amigos, nada mais que isso!


Se eu sobreviver a isto… Volto com outras parvoíces, até porque vim de férias e estou fresquinho para levar umas vardascadas no lombo!

40 comentários

Comentar post