Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu Varufakis porque me apetece!

Sou louco, tenho 45 anos e há na loucura um prazer que só os loucos conhecem.

Sou louco, tenho 45 anos e há na loucura um prazer que só os loucos conhecem.

Como é possível o Varu ter chegado até aqui!

Com a maturidade de algo ou alguém de dois anos.
Basicamente é assim que eu me sinto, carregado de egocentrismo sem qualquer tipo de critério editorial.
Nasceu hà dois anos “Eu Varufakis porque me apetece”
Isto é cliché, dizer-se que as expectativas eram baixas, que nunca pensei chegar até aqui, que nunca esperei ser o blogger mais in do pedaço e etc, etc!
Mentira pá, eu quando criei esta merda, almejava ser o melhor, ganhar rios de dinheiro com isto e poder dormir com uma varuzinha diferente por dia, que nem sabes o bem que me fazia!
Mas de facto das minhas palermices à realidade a distancia é tão grande ou maior do que do que a distancia da terra à primeira estrela, é longe cumó Cara%$#”
Este pseudo blog nunca chegou sequer a ser alguma coisa quanto mais a outra.
No entanto e passados dois anos desde que o preservativo se rompeu, importa fazer uma análise crítica de tudo.
Saber olhar para trás e pensar… “Porra já há dois anos que não dizes nada de jeito, como é que é possível?”
É possível sim, primeiro porque nesta minha posição de gajo com a mania que é mau, tem um prazer especial em dizer barbaridades e de ser contra o mundo e todos os universos paralelos.
Depois é possível porque apesar de ter só 4 milhões de seguidores sendo que 3999 milhões são varuzinhas (depois há um caramelo com paus de gelado no cu aos pulinhos) eu até fico parvo como é que o número não para de subir e não há desistências ou pedidos de cancelamento dos meus serviços.
Obrigado, vocês são todas (os) fantásticas, foram 2 anos em que interagi, que brinquei, que travei conhecimento com pessoas muito fixes.
Umas ficaram, outras acabaram por sair, faz parte da vida, não sei se esta é uma máxima que se aplica aos blogs mas comigo sei que foi assim.
Prometo que irei continuar a ser o parvinho e maluco que tenho sido até aqui, até porque essas minhas facetas não são opcionais são mesmo intrínsecas.
Não posso é prometer que andarei por aqui outros tantos 2 anos, até porque eu sou péssimo a fazer promessas.
Vocês são as melhores Varuzinhas do mundo e seus arrabaldes, mandei que vos fossem entregues rosas vermelhas a cada uma de vocês no vosso local de trabalho, com cartões personalizados e uma caixinha de bombons (vazia, não tenho a culpa de ser guloso)
Pronto, não levem a sério a cena das flores, já sabem que eu tenho pouco jeito para vos agradar!
E Prontus, de maneiras que é assim…

Obrigado pelos vossos mimos e festinhas no amendoim!

13 comentários

Comentar post