Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu Varufakis porque me apetece!

Sou louco, tenho 45 anos e há na loucura um prazer que só os loucos conhecem.

Sou louco, tenho 45 anos e há na loucura um prazer que só os loucos conhecem.

Coisa que me fazem confusão!

São tantas mas vou falar de uma que me faz imensa mas imensa confusão!

 

Ver um homem a tratar a sua mais que tudo por sinónimos de mãe, não me escorre mais nenhum pela minha massa cefálica que não mamã! E acreditem que só esse já me tira do sério!

 

Pá… Que digam aos filhos, vai ter com a mãe, pergunta à mãe, foi a mãe! Tudo bem.

 

Agora um homem virar-se para a mulher e trata-la por mãe deixa-me horripilado do juízo!

Não sei sinceramente qual é a opinião das mulheres em relação a isso^.

Numa analise mais profunda os psicólogos podem apelidar esse fenómeno como um défice de atenção e transportar para a sua mulher a figura da sua mãe! Na perspetiva de criar o laço emocional da segurança e afetividade.

Não o façam, nem mesmo quando a mulher está grávida. Cada pessoa com o seu ser, devendo ser encarada como tal, um ser uno e individual.

 

Acho eu de que, tratar uma mulher por mãe deva criar uma espécie de barreira psicológica por muito boa conotação que o termo possa ter.

 

Enfim… se eu tratasse a mais que tudo por um termo idêntico, isso seria sinal fim do tesão para toda a eternidade!

 

PS... Informação adicional, estou drunfado, mas penso que isso não se nota na minha escrita!

54 comentários

Comentar post