Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eu Varufakis porque me apetece!

Sou louco, tenho 45 anos e há na loucura um prazer que só os loucos conhecem.

Sou louco, tenho 45 anos e há na loucura um prazer que só os loucos conhecem.

A Varucidade dos Factos!

O Varu ao contrario de outros não pode ignorar, nem quer ignorar os factos!


Contra factos não há argumentos e mesmo sendo numa minoria o varu admite que assim sem saber ler nem escrever, ultrapassou a barreira dos 100 seguidores.


Todo “cenário” foi criado em função das Varuzinhas, que são alma do meu personagem.


No entanto, o Bicho tem de admitir que de certa forma virou “Bi” pois existem uns quantos “Varuzinhos” que têm entrado muitíssimo bem no espirito da brincadeira e nos momentos de boa disposição e parvoíce, sim porque basicamente é disso que se trata!


Ser-se “Varuzinha(o) não é para quem quer mas sim para quem pode, aqui o Varu não pode fazer nada, apenas faz muito gosto em vos ter por perto.


Obrigado pela simplicidade de pensamento e abertura de espirito.


O varu interpreta o blog como um momento de boa disposição e sem malicia!


Quer dizer, o Varu retifica, sem malicia se as Varuzinhas forem feias e Peludas! Porque se forem jeitosas e rapadinhas!, o Varu, é pecador compulsivo e só vê pecado à frente!

 

 

Pronto é desta que me enterro definitivamente.

Eu já, fui apanhado pela minha cunhada a bater uma!

Em resposta à Mula e à Pandora vamos lá falar do que não tem qualquer tipo de interesse.


Numa bela tarde de verão, eu tinha de me deslocar da margem Norte para a margem sul, seguindo na direção da casa dos meus pais.


Nesse trajeto, passava sempre pelas arcadas do Terreiro do Paço, onde vulgarmente estavam as bancas de venda ambulante, com mil e uma coisas.
Claro está que umas mais interessantes que outras, era ali que eu quando tinha oportunidade me abastecia de revistas pornográficas, as ditas Gina / Tania e weekend sex, esta bem mais pequenina em versão tamanho de bolso.


Nesse dia e como sabia que era verão e não tinha onde esconder a revista, teria de optar por uma cujo tamanho fosse mais fácil de esconder.
E assim fiz… sigo para o barco, comboio e um longo percurso a pé!


Ao chegar a casa e para que não fosse apanhado meti a revista dentro dos calções e camisola na zona da barriga toda suada!

Que caraças eu parecia um pacote de tanto papel que tinha colado à barriga!
Mas dei por merecido o meu esforço e colagem, porque ninguém reparara que eu tinha uma revista colada à barriga!
Também não estava ninguém em casa!! Fiquei baralhado, mas cheio de ideias!


Oba! Mente maquiavélica do varu em ação, já deveras excitado pelo facto de trazer aquelas beldades coladas ao corpo e pelo facto de vir roidinho de vontade de folhear a revista, já que nos transportes públicos e apesar da vontade tal tarefa tinha-se revelado impossível.


Lá fui eu para o meu quarto, acho que não preciso de dizer que dai até descascar o amendoim foi um instante.


Afinal estava gente em casa, a minha cunhada abriu a porta do quarto e apanhou literalmente o Varu esganar o amendoim!


E Prontus de maneiras que foi assim!

Nunca mais vos conto nada!

 

Eu Varufakis me confesso...

Estou passado do juízo, fui desafiado pelas Varuzinhas Ana / Márcia e a Mula para responder ao desafio Halloween.

 

Em suma, elas querem tentar descobrir o monstro que há em mim!

Então, tomem lá e depois não se queixem que vos dói! (este post foi agendado, pois tive de fugir do pais)

 

1 - Se fosses uma personagem literária ou cinematográfica de terror qual serias?

Não seria! Sou. Jack (varu) the Ripper ou em Português Varu o Estripador.

 

2- E um vilão real?

Volto à vida real e seria um qualquer ex. ministro das finanças! Capaz de estripar em várias frentes e traseiras!

 

3 - Caso fosses um serial killer como irias atrair e matar as tuas vítimas?

Esta resposta é fácil, agindo de forma natural, como sempre faço. Mostrando ser de facto um bandido (condição para atrair as vitimas, que adoram um bom bandido!) Faço aquele olhar numero 6, dou uso a este olhar matador que os meus olhinhos verdes me conferem (O verde é lindo e está na moda) Quando a vitima menos espera e já está totalmente envolvida, saco do amendoim e esventro-a, sem dó nem piedade!

 

4 - E que animal te acompanharia?

Uma Suricata, resposta obvia, depois e só mesmo quando estou danado e estripo só por estripar, uma cobra-capelo.

 

5 - Se tivesses que te fantasiar de modo a espelhar o teu lado negro como sairias vestido nesta noite?

Uma Gabardine, sem nada por baixo, com o amendoim sempre pronto a estripar as belas e indefesas.

 

6- Se tivesses um picador de gelo à mão, não tivesses consciência, nem fosses preso pelo crime, quem é que farias em picadinho?

Aqui, não tenho ninguém na lista, ainda estou à espera que alguém me faça mal. Os que se que atreveram, já foram com a piça que os carregue! Ficaram com as tripas todas estripadas!

 

7- Agora, faz uma pergunta macabra (responde à que aqui estiver e substitui) e passa a outro e não ao mesmo.

"Se pudesses escolher, que tortura deixarias que te fizessem na noite de Halloween?" Márcia

Não deixo que ninguém me toque, muito menos deixo que alguém me torture. Apanhem-me se conseguirem!

 

"Que super poder do mal, gostarias de possuir por um só dia, e porquê?" Mula

Ter um amendoim gigante!  E com isso conseguir estripar muitas ao mesmo tempo, é que ando com alguma falta de tempo e assim eu conseguia fazer tudo mais rápido!

 

Pronto a Ana indicou-me como sendo o número 13 e eu como sou do contra, não vou indicar ninguém até porque devido ao facto de ter fugido de Portugal, irei ficar sem net e como tal não terei acesso às vossas respostas.

 

E Prontus e de maneiras que é assim, se alguém tiver interesse em ser estripado pelo Varu, é favor de enviar o curriculum com foto de corpo inteiro, pode ser que eu tenha uma recaida!

Episódio Especial em versão outros interesses se levantam!

 

Ora então cá vamos, hoje fui à livraria e logo eu que sou um gajo que detesta ler!


Normalmente opto sempre por arranjar alguém que o faça por mim e depois eu tento fazer uso fruto dessa informação.


Só que desta vez tive mesmo de aplicar a velha máxima que desta vez não me safo.
Ou seja para mim escolhi a código do trabalho!
Para a mais que tudo, O “pede-me o que quiseres ou deixa-me” da Megan Maxwell


Acho que vou ter tempo de sobra para ler o meu livro que é bem mais interessante!

IMG_20151023_141820.jpg

 


E dai, talvez não! Depois eu venho cá contar se fui ou não vítima de autoritarismo e exploração!

 

Episódio especial

O maior desafio que já alguma vez experimentei na vida é o da paternidade.

 

Sou de facto um elemento duro e austero, no entanto quando me deparo com um eventual sofrimento de um filho, eu colapso.

Pelos meus filhos tudo, nem que tenha de comprar um curso de como ser pai em menos de nada. Não é em menos de nada, porque ser pai é algo evolutivo.

Porque eles evoluem e nos também. Hoje disse ao meu filho duas parvoíces; Espera o melhor, prepara-te para o pior. A tua vida é um carro e tu não vais à pendura, és tu que o conduzes.

 

E disse-lhe uma coisa acertada; Contei-lhe alguns dos meus feitos, daqueles que nunca contei e dos quais não me orgulho!

Ser pai as vezes de isso mesmo, colocarmo-nos ao mesmo nível!

Que caralho! Porque é que nunca me ensinaram isso!

A última Bolacha do Pacote e os Rabinhos de marca!

Sábado à noite jantar de gajos com muito álcool, comida e parvoíce à mistura.


Sim porque nós homens também dizemos asneiras, comentamos a atualidade, muito além do trivial, gajas, carros, futebol e…
Pronto aqui no e… Estamos perante o facto de eu ser praticamente dos mais velhos do grupo, o mais baixo e o mais gordinho, sou tudo, até posso dizer que não sou a ultima bolacha do pacote, mas que sou apenas e só a melhor!
O que isto irrita os mais distraídos e aqueles que não me conhecendo de lado nenhum ficam assim um tanto ao quanto intrigados com a minha petulância e auto estima desmesurada.


Delicio-me com isso!


Agora a sério, estávamos a falar sobre auto estima sobre arrogância e sobre uma série de merdas e merdinhas do foro comportamental.


Se olharmos à nossa volta e na noite isso então é por demais evidente que cada ser, tenta de todas as formas e mais algumas sobressair no meio da manada.
Seja homem ou mulher, pela forma como se veste ou pela forma como interage esse fator é preponderante para se fazerem notar.


Os homens são uns trogloditas, eu pelo menos sou! Andamos sempre alheados da realidade.
Então, há uma expressão que os homens adoram ouvir das mulheres, “Tu deves ter a mania que és a última bolacha do pacote!”
Nisto um amigo diz… Pois é pá, de facto também anda por ai muita gaja com a mania que tem um rabinho de marca, quando no fundo no fundo aquilo tem a emissão de gases toda adulterada!

FB_IMG_1445114539026.jpg

 


Não há condições!

E Prontus e de maneiras que é assim!

 

PS. Imagem retirada da internet, pois aqui o Varu apesar de ter a mania saiu do bar a pé!

 

Episódio especial...

Hoje é o dia é que o filho mais novo do Varu faz 17 anos.


De facto aqui o Varu não tem jeito nenhum para falar sobre afetos e menos fazer demostrações públicas dos mesmos.


Mas…Como aqui ninguém sabe a identidade do Bicho, decidi arriscar em fazer uma publicação sobre o assunto.


Não gosto de nós, não gosto de desatar nós em sacos de plástico!


Calhou-me a árdua tarefa de cozer as Gambas, não sem antes “estraçalhar” o saco de raiva!


E Prontus, de maneiras que é assim!


Feliz aniversário Varu Junior.

O bicho fala sobre o orgasmo feminino!

Hoje decidi enterrar o bicho, pois está na hora de afogar o Ganso!


Ou não, mas o assunto só veio à tona porque o Bicho tem uma Varuzinha curiosa, uma ou várias e dai eu aceder a escrever sobre o assunto.


Então cá vamos, para o Varu um orgasmo feminino terá de ser precedido e de um…


“Ai… God! Ai senhor das trevas! Ai Varu… Tu levas-me ao inferno!” ( O sonho comanda a vida! No meu caso são mesmo os orgasmos!)


O corpo terá de ser invadido de espasmos, de tal ordem que o varu a continuar será mesmo por castigo e punição das bravas!
A serio que aqui o varu sabe que tomara muitas mulheres terem um orgasmo quanto mais saberem dizer as palavras-chave!
Não é fácil entender um orgasmo de uma mulher e ou em alguns casos fazer com que isso possa acontecer, entenda-se provocar um orgasmo na mulher.
Se isso fosse fácil o mito do fingimento nunca teria qualquer hipótese de ser algo tão sobejamente conhecido.


O Varu não percebe nada do assunto, mas o Varu tem gostos e preferências.


Por isso o Varu, passa a enumera-las! ( De repente senti-me um jogador de futebol vindo diretamente de africa, só que com o amendoim mais pequeno!)


Não gosto das mulheres que tem orgasmos múltiplos mas eles todos juntos não fazem um decente.


Não gosto de uma mulher que se vêm em silêncio.


Não gosto de uma mulher que, tem problemas em assumir que não é ali, mas sim ALI que se deve mexer!


Não gosto das caladas.


Gosto daquele orgasmo que se sente no bairro ao lado, em que as pernas tremem em que não há lugar para mais uma estocada, para mais um dedo e até nem sequer há lugar para mais uma!

 

Pronto, chega de parvoice por hoje, já que não venho, Vou!

 

Ali para a jaula em regime de solitária!

 

 

Agora quem desafia é o Varu

18908076_Gu3e3.jpg

 

Varuzinhas, vou aqui confessar-me sobre 10 coisas que nunca farei na puta da Vida, enquanto estiver no meu perfeito juízo!
Sou um tipo perfeitamente ajuizado e isto não obedece a nenhuma ordem em particular.


1. Não ter filhos com outra mulher nem, nem com a mais que tudo, já estou servido e bem servido.


2. Saltar de paraquedas ou outra coisa qualquer do género, mas é que nem pensar.


3. Entrar no mar de noite ou em aguas de fraca visibilidade, buracos ou grutas com água.


4. Ir morar para Africa, não sou dado a aquela parte do globo.


5. Ter relações com outro homem, sou demasiado fiel às minhas Varuzinhas! Isto aqui quer dizer ter com ele, pois não tenho nada contra com sexo a 3, desde que não haja cá a tomatada a bater uma na outra!


6. Candidatar-me a primeiro-ministro! Nunca, ainda me arriscava a ganhar e depois era uma carga de trabalhos!


7. Conduzir uma mota a 200km/h sou um mariquinhas, e para isso precisaria de estar muito bêbado/drogado e aprender a conduzir uma mota.


8. Ser um grande cozinheiro, lá está mais uma que para isso poder acontecer, eu terei de estar completamente louco e aprender a cozinhar. Adoro o facto de eu ser super comodista/ machista e deixar que a mais que tudo ou outra qualquer varuzinha me delicie com as suas iguarias e prazeres culinários.


9. Publicar a história da minha vida. Isso só acontecerá quando eu estiver louco e tiver asilo politico algures na Gronelândia.


10. Virar um gajo normal, já tentei e isso é e será uma utopia!


Pronto, agora vou nomear 10 Varuzinhas para se acharem por bem difundir um pouco da minha loucura.

Ana

Palomina

Claudia

Mula

Dama

Fatia

MJ

Nice

Miss Fox

Gabriela

E como as regras nasceram para serem quebradas vai mais uma.

 

Nathy

 

Pág. 1/2